domingo, 26 de setembro de 2010

Sardinha em conserva

Dá uma estranheza na primeira vez ("olha lá, não vai me estragar as sardinhas?"). Mas podem ir em frente, sem medo. Divertida e generosamente "passada" pra mim por um peixeiro de quem sou cliente, essa é a minha receita de hoje pra vocês.

Ingredientes

1/2 kg de sardinhas limpas.
2 ou 3 cebolas em rodelas.
1 pimentão grande vermelho ou amarelo.
2 ou 3 tomates maduros e firmes.
1/2 copo americano de azeite.
1/2 copo americano de vinagre de vinho branco.
pimenta-do-reino em pó ou semente (opcional)
cheiro-verde picado
sal

Modo de fazer
Limpe bem as sardinhas, lave e feche-as novamente, com delicadeza, para que mantenham a forma do peixe inteiro. Reserve.
Em uma panela de pressão, faça uma camada de cebolas em rodelas; por cima, uma camada de pimentão em rodelas ou tiras largas e, por cima, uma de tomates em rodelas.
Disponha as sardinhas delicadamente, em fileira e com a barriga para baixo, bem unidas mas sem apertar demais. Essa fileira deve preencher a panela de ponta a ponta, para que as sardinhas possam ficar ajustadas, mantendo a forma.
Por cima, faça mais uma camada de cebolas, pimentão e tomates. E assim sucessivamente, terminando sempre com os tomates. Salpique o cheiro-verde a gosto, uma leve pitada de sal e a pimenta.
Despeje por cima o azeite e o vinagre.

Feche a panela e cozinhe por 40 minutos, após chiar. NÃO DESTAMPE A PANELA, após esse cozimento. Deixe fechada por 12h (pode deixar fora da geladeira). Após isso, abra e retire com cuidado, para não desmanchar as sardinhas. Depois de prontas, guarde em geladeira.

Modo de servir

Sirva como entrada, como aperitivo ou como recheio de maravilhosos sanduíches com pão italiano. Ou, como produto de assalto à geladeira, a qualquer hora.


Dicas
1- prefiro cebolas e tomates em rodelas mais grossas, para não desmancharem, mas...
2- os pimentões em retângulos ou quadrados (no lugar de rodelas), ficam mais apresentáveis, na hora de servir.
3- de modo geral, 1/2 kg de sardinhas não chegam a formar uma segunda camada do peixe.
4- Eu tiro também a espinha, ao limpar, o que pode “desmontar” um pouco a forma. É só ajeitar bem, depois. A receita não pede que se tire a espinha.
5- Na hora de transferir para travessa ou pirex, use uma espátula firme ou escumadeira, pegando desde as camadas de baixo, com cuidado, uma fileira de sardinhas com a cebola etc. Outra opção é usar um pegador e ir retirando sardinha por sardinha e, por fim, a cebola etc.

3 comentários:

Lina disse...

UHU! Não via a hora...

Lina disse...

FIZ!!!! DE-LI-CI-O-SO!!! Não precisa ter medo do tempo de pressão, nem do tempo de espera, pois dá tudo muito certo e o resultado é incrível!
Eu transferi as sardinhas para um pirex pra poder guardar na geladeira. É uma operação meio delicada, use um pegador. De todo modo, elas estão bem firmes, não vão quebrar muito facilmente. Como tudo verte muita água, sobra na panela um bom caldo que dá pra fazer um pirão delicioso. Do it!!

Mercedes disse...

Que bom!!! Com uma cervejinha gelada, fica dos deuses!!
O pegador foi uma nova sugestão, e bem legal, porque é chatinho mesmo de tirar da panela. Eu uso uma espátula firme ou escumadeira, e pego bem por baixo de tudo, um montinho de uma vez, para transferir pra um pirex ou equivalente. Vou até acrescentar essas dicas à receita.