sábado, 27 de novembro de 2010

Frango com maçã

Receita mais simples do que essa é impossível.
Gosto de contar as circunstâncias em que a receita foi criada. Era um dia que a geladeira estava quase vazia e a preguiça era grande, só uma Euvira de verdade sabe como é isso.
Eu tinha que fazer alguma coisa pra comer, e contava com arroz e uma bandeja com coxas de frango: é difícil criar nessa situação.
Aí eu temperei as coxas, normalmente (eu faço um tempero batido no liquidificador e coloco em vidro na geladeira, quebra o maior galho e é bem gostoso), e botei pra refogar bem na panela de pressão. Antes de fechar a panela para dar aquela cozidinha, ainda voltei à geladeira pra ver se não havia me escapado nada: não havia nem uma batatinha, nenhuma cenoura, vagens, nada. Difícil. Dei uma olhada na fruteira, e peguei duas maçãs, cortei em quatro, tirei as sementes e coloquei pra última refogada com casca e tudo. Botei um pouquinho de água e fechei a panela. Esperei dar o sinal de pressão e desliguei.
Ficou muito gostoso! O frango ficou bem delicado e as maçãs ficaram quase inteiras. Sobrou também um molhinho espetacular...
Em outras ocasiões, eu variei, aumentando a quantidade de cebola, ou alho, salsinha ou mesmo louro. Para o meu paladar, a receita original é a que ficou melhor; as maçãs são muito delicadas e ficam mais saborosas se não pegarem demais os aromas dos outros temperos. Tentei também tirar a casca das maçãs, mas elas se dissolvem e não fica tão bom.
Deu pra entender né Euvira?

4 coxas de frango
2 maçãs
1 colher de sopa de ‘tempero caseiro’ ou ‘tempero da vovó’
1 fio de azeite (aprox. duas colheres de sopa)
Tempere as coxas de frango, deixe uns 15 minutos e coloque para refogar em panela de pressão (se for com anti-aderente(*), melhor). Acrescente as maçãs cortadas em 4 sem semente no final do refogado, mexendo com cuidado para que as maçãs peguem o tempero e sem deixá-las quebrar. Feche a panela e aguarde até o sinal da pressão. Desligue e espere terminar o sinal. Tire da panela com cuidado, com uma escumadeira ou colher de pau.
Sirva com arroz e harmonize com uma taça de cabernet-sauvignon.


(*) como se escreve 'anti-aderente', agora?

2 comentários:

Lina disse...

Já fiz esse frango bem antes de vc publicar a receita. Lembro que quando vc me contou que havia colocado maçãs no lugar da batata, eu adorei a ideia e fiquei só esperando a oportunidade pra fazer também. É claro que ão demorou muito e lá estava eu com a geladeira vazia e o pacotinho de maçãs na gaveta firme e forte. É uma delícia ( e é antiaderente)! bj

M.A.Camargo disse...

Euvira é CULTURA, gentem!!!
:D