segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Pudim de mamão da dona Mercedes

Falando em mães e avós, nesses últimos dias, lembrei um pudim que minha mãe (dona Mercedes, infindável saudade...) fazia sempre e que faço ainda, também: saudável (quase que só a fruta), fácil e barato. Jeito de sobremesa de família antiga, sem firulas nem modernidades...
Ingredientes
1 mamão Formosa (cerca de 1kg), bem maduro.
1 e 1/2 (ou 2) xícaras (chá) de açúcar
1 colher (sobremesa) de cravos-da-índia
4 ovos
3/4 de xícara (chá) de maisena
1 colher (sopa) de manteiga ou margarina
Modo de fazer
Leve uma panela ao fogo baixo, com o mamão cortado em pedaços. Acrescente o açúcar e os cravos, mexendo sempre, para desmanchar bem a fruta. Depois de cozido, pode passar por uma peneira, se quiser uma massa mais homogênea (mas deixar alguns pedaços mais inteiros também é muito saboroso e bonito). Reserve.
Bata os ovos, acrescente-os ao mamão ainda morno e mexa bem. Acrescente a maisena aos poucos, mexendo bem, para não formar grumos. Acrescente a manteiga e misture bem.
Acerte o açúcar. Se preferir, retire os cravos usados no cozimento.
Faça uma calda de caramelo e unte com ela uma forma com buraco no meio. Despeje a massa e asse em forno médio, por cerca de 45 minutos.
Dicas:
1) A calda fica muito saborosa, se cozinhar nela damascos secos. Com cerejas também fica saborosa e bonita. Mas cuidado com o excesso de adoçado.
2) Gosto desse pudim sem calda alguma também (com cara de pudim despretensioso, de cada dia)
3) É possível diminuirem-se bem as calorias, usando adoçante de forno-e-fogão, no lugar do açúcar.

4 comentários:

Lina disse...

Amanhã mesmo vou comprar o mamão... Que delícia!!!

Maria Ângela disse...

Merc, você tem o nome da sua mãe!
Adorei...um beijo! ...

Mercedes disse...

Viu, só, Mary? Como se não bastasse uma...(daí ela me chamar de Mercedinha... já viu que trombada?) Experimentem mesmo o pudim, porque é muito bom (eu não passo pela peneira, como já sugeri na receita, porque gosto dos pedaços de mamão pelo meio). Depois me contem, ou melhor, me chamem pra saborearmos hehehe...

Maria Ângela disse...

Mê!
Minha mãe mandou agradecer. Ela fez e o negócio simplesmente sumiu em menos de um dia...
E eu nem provei!